A missionária da vida, testemunha fiel do Criador

Dom Roberto Francisco Ferreria Paz
Bispo de Campos (RJ)

Em, 12 de fevereiro de 2005, morria a Ir. Dorothy Sthang, de “morte matada”, crivada por balas pagas por quem mercantiliza a vida e assassina as florestas. Foi sepultada à sombra de árvores frondosas, bem próximas ao rio Anapu. Dorothy consumou sua vida entre os pobres mais pobres na Prelazia do Xingu. Defendia, com a Palavra do Deus misericordioso e compassivo, a milhares de colonos que eram afastados da posse de suas terras por grileiros e pistoleiros a serviço de interesses escusos que destroem a floresta desmatando sem pudor nem escrúpulos.

Um lema que estava escrito, numa camiseta, na véspera da sua partida, dizia: “A morte da floresta é o fim da nossa vida”. Inspirada por Santa Júlia Billiart,  fundadora das Irmãs de Nossa Senhora de Namur,  soube transparecer e assumir uma espiritualidade centrada na escolha e serviço aos mais pobres e desamparados.

Sabia, como poucas, descobrir os laços profundos da evangelização com a promoção humana integral e a justiça, pelo que ajudou na elaboração e implementação de projetos de Desenvolvimento Sustentável, que salvassem a vida dos pobres e possibilitassem a plena harmonia com a fauna e a floresta.

Pela sua coerência e testemunho fiel ao evangelho da vida e da criação, foi, infelizmente, considerada inimiga por aqueles que consideram progresso a Terra arrasada e desmatada pela tirania do dinheiro. Sua memória nos anima a participar do Sínodo da Amazônia, em outubro deste ano, para que, inspirados no seu exemplo, possamos abrir novos caminhos de evangelização para as Igrejas da Amazônia, e repensar, também, práticas de educação, espiritualidade e serviço na perspectiva de uma ecologia integral, uma ecologia, como dizia Dorothy, do coração, que nos leva a conversão do estilo de vida e a reduzir o impacto de nossa pegada ambiental, por vezes consumista e predatória.

Fiquemos, finalmente, com as palavras da Ir. Dorothy, para nos animar e encorajar no nosso compromisso: “Não fugirei nem abandonarei a luta destes trabalhadores que não têm proteção no meio da floresta. Eles têm o direito sagrado a uma vida melhor, numa terra onde possam viver e produzir com dignidade”. Deus seja louvado!

 

 

 

O post A missionária da vida, testemunha fiel do Criador apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Rede Excelsior de Comunicação

Leve a rádio sempre com você
Baixe nosso aplicativo

Some description text for this item

receba novidades por email
Assine a nossa newsletter

Some description text for this item

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.