Na manhã desta quarta-feira (13) Polícia Federal e Ministério Público Eleitoral (MPE) deflagraram Operação 'Opinião', tendo como principal alvo o deputado estadual Marcelo Nilo, atual presidente do PSL.

Conforme o MPE, a operação tem como propósito investigar o crime de falsidade eleitoral. Há indícios que Nilo seria o controlador do instituto de pesquisa e estatística Babesp e que utilizaria a referida pessoa jurídica para contabilização fraudulenta de recursos utilizados de maneira ilegal em campanhas políticas, o que se costuma chamar de “caixa 2”.

Foi dado cumprimento a sete mandados de busca e apreensão em endereços em Salvador, dos quais são no gabinete do deputado na Assembleia Legislativa, na sua residência no Villaggio Panamby, no Horto Florestal; na de seu genro Marcelo Dantas Veiga; do sócio da Babesp Roberto Pereira Matos; na sede da empresa Leiaute Comunicação; na sede da Embasa, na capital baiana.

Por: Vitor Barreto