Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Política

Leo Prates cobra edição de decreto sobre limites do Parque Metropolitano de Pituaçu

Leo Prates cobra edição de decreto sobre limites do Parque Metropolitano de Pituaçu

Na condição de relator do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano, em 2016, o presidente da Câmara Municipal de Salvador, vereador Leo Prates (DEM), cobrou do Governo do Estado, em discurso na sessão ordinária desta terça-feira (10), a edição de um decreto sobre os limites do Parque Metropolitano de Pituaçu. O PDDU foi sancionado no mesmo ano pelo prefeito ACM Neto.  “Quando o PDDU tramitava nesta Casa, uma emenda do vereador Joceval Rodrigues (PPS), acatada pelo Governo do Estado, modificava os limites do Parque Metropolitano de Pituaçu, com a cessão de um espaço para a Universidade Católica de Salvador”, explicou Prates. Apoio De acordo com o parlamentar, no mesmo ano o secretário estadual de Meio Ambiente, Eugênio Spengler, enviou um ofício (72/2016) à Câmara Municipal sobre a expansão da UCSAL. “Os limites sugeridos pelo Governo do Estado sobre esta questão, que abrange também o Parque Metropolitano de Pituaçu, foram acatados na íntegra na elaboração do PDDU”, frisou. Entretanto, segundo Leo Prates, “dois anos após a conclusão do PDDU o Governo do Estado ainda não elaborou um decreto regulamentando os novos limites”. Para o presidente, “é necessário que o Governo do Estado cumpra a sua sugestão”. Neste sentido, solicitou o apoio dos vereadores da oposição, argumentando que “a Universidade Católica de Salvador é uma importante instituição educacional desta cidade ”. Em um aparte ao discurso de Leo Prates, o vereador José Trindade (PSL) afirmou que solicitará à Casa Civil do Governo do Estado a edição do referido decreto. “É pertinente esta solicitação do presidente desta Casa”, afirmou Trindade. Já o vereador Joceval Rodrigues frisou que esta regulamentação “é muito importante para o desenvolvimento de diversos projetos sociais da Ucsal”.
Vereadores elegem vencedores do Prêmio Jânio Lopo

Vereadores elegem vencedores do Prêmio Jânio Lopo

Na sessão ordinária desta quarta-feira (5), os vereadores de Salvador elegeram a melhor cobertura jornalística dos trabalhos legislativos de 2017, nas categorias Internet, Rádio, Jornal Impresso e Televisão. Os vencedores do Prêmio Jânio Lopo de Jornalismo serão homenageados em sessão especial no dia 20 de dezembro, às 19h, no Plenário Cosme de Farias. Foram eleitos, em votação secreta, os seguintes profissionais de imprensa: Ramon Margiolle, do site Informe Baiano, e Victor Pinto, do site Bocão News, na categoria Internet; Matheus Morais, do Grupo Metrópole, na categoria Rádio; Henrique Brinco, da Tribuna da Bahia, na categoria jornal impresso; e Giana Mattiazzi, da Rede Bahia, na categoria Televisão. Ao todo, concorreram 19 jornalistas. Recorde Ao anunciar o resultado da eleição o presidente da Câmara, vereador Leo Prates (DEM), chamou atenção para a cobertura recorde observada este ano dos trabalhos da Casa, sobretudo pelos sites de notícias. Ele agradeceu ao vereador Téo Senna (PHS) pela iniciativa de instituir a premiação, por meio do Projeto de Resolução nº 14/2010, com o objetivo de destacar o trabalho dos profissionais que fazem a cobertura política do Legislativo municipal. “Quero também parabenizar Téo Senna pela coordenação do processo de eleição e os jornalistas premiados pelo excelente trabalho que vêm realizando, com profissionalismo e independência, contribuindo para aproximar cada vez mais a Câmara da sociedade”, frisou Leo Prates. Téo Senna ressaltou a importância da cobertura jornalística para que a população acompanhe o desempenho dos vereadores. “Esse prêmio é também uma homenagem ao jornalista político Jânio Lopo, falecido em março de 2010, um dos mais destacados da imprensa baiana”, declarou, parabenizando os premiados.