Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Festas & Carnaval

Foliões relembram Carnaval das antigas no Circuito Sérgio Bezerra

Foliões relembram Carnaval das antigas no Circuito Sérgio Bezerra

Um público bem diversificado lotou as ruas da Barra, nessa quarta-feira (22), para acompanhar o desfile das fanfarras no Circuito Sérgio Bezerra. A tranquilidade do “Carnaval das antigas” favoreceu a ida de famílias ao local. Segundo o major da PM Adenilton Correia, nenhuma ocorrência havia sido registrada até às 21h. “Temos 12 patrulhas, já que não há trios. Até agora está tudo tranquilo, não houve ocorrências”. O catarinense Fernando Lapolli, acompanhado pela esposa, se surpreendeu com a organização do evento. “Eu não gosto muito de Carnaval, mas o clima aqui é diferente, familiar. Está muito bacana”, disse. A noite conta com o desfile de 29 bandas, como Xupisco, Concentra + Não Sai, Jegue Enfeitado e Habeas Copos, cujo idealizador, Sérgio Bezerra, dá nome ao circuito. Este ano, a promoter Marta Góes desfilou de rainha, homenageada pela banda Concentra + Não Sai. “Estou muito orgulhosa por ser homenageada. Logo eu, que sou a caçulinha do carnaval. Estou me achando a Ivete Sangalo. É a primeira vez que venho assim desfilando. Isso aqui é uma coisa linda, faz reviver o carnaval do passado”, contou. Segundo Guiga Sampaio, um dos diretores e organizadores do bloco Xupisco, que já desfila há 11 carnavais, cerca de mil foliões desfilam pela entidade este ano. “Percebo que cada vez mais as pessoas estão participando. Isso é muito bom, pois a renda arrecadada com a venda dos abadás é convertida em doação para instituições de caridade”, disse. O Circuito Sérgio Bezerra tem início no Farol da Barra. O desfile segue pela Avenida Oceânica até a altura do antigo Barravento, entra pela Rua Airosa Galvão e é finalizado antes do cruzamento com a Avenida Centenário.
A nossa prioridade é o Carnaval de rua, sem cordas, afirma Rui

A nossa prioridade é o Carnaval de rua, sem cordas, afirma Rui

"A nossa prioridade é o Carnaval de rua, sem cordas. Por isso, o Governo do Estado mantém o seu apoio não apenas aos blocos históricos e tradicionais, como os blocos afro, mas também vamos manter o apoio ao Carnaval sem cordas, o Carnaval democrático. Ressaltando que conseguimos articular o apoio de empresas privadas, que vão bancar o custo dos artistas mais renomados", afirmou o governador Rui Costa na apresentação das ações para o Carnaval 2017, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves (TCA), nesta terça-feira (13).  O evento incluiu show de Saulo, uma das grandes atrações dos trios sem cordas apoiados pelo Governo da Bahia. Na plateia estavam estudantes da rede estadual e jovens de projetos sociais apoiados por Bases Comunitárias de Segurança (BCS).  O Governo do Estado preparou uma programação diversificada para agradar aos baianos e ao 1,5 milhão de turistas que são esperados na capital baiana no Carnaval. Além de artistas como Ivete Sangalo, Leo Santana, Anitta e Luiz Caldas, que vão animar a pipoca na Barra-Ondina e no Campo Grande, o Carnaval do Pelô vai contar com 171 shows e performances artísticas em palcos montados nos largos do Pelourinho, do Pedro Archanjo, Tereza Batista e Quincas Berro D’Água. Outros setores de serviços essenciais receberão atenção no Carnaval e estarão à disposição do folião durante todos os dias da festa. Na saúde, os principais hospitais da cidade, o Geral do Estado (HGE), Roberto Santos (HGRS), Ernesto Simões (HGES) e Menandro de Faria (HGMF), terão o plantão reforçado. As unidades estarão prontas para receber ocorrências de maior gravidade. Dois postos de testagem para a detecção de HIV/Aids, sífilis e hepatites virais estarão montados em Ondina e na Barra.  Na segurança pública, a novidade é a participação do monitoramento das rus e circuitos em tempo real por profissionais do Centro de Operações e Inteligência - 2 de Julho, onde trabalharão 500 profissionais, em esquema de plantão, acompanhando por 250 câmeras tudo que acontece na cidade. Nos 46 portais de abordagem, a inovação do Carnaval 2017 são as câmeras acopladas às estruturas, para acompanhar melhor a entrada e saída dos circuitos. Ao todo, são mais de 25 mil profissionais entre policiais civis, militares, técnicos e bombeiros militares vão atuar no Carnaval em Salvador e em mais 31 municípios do estado.     Carnaval no interior E não é apenas na capital, onde o fluxo de pessoas será maior, que tem festa. A folia está garantida em 23 cidades do interior baiano. O tradicional Carnaval de Maragojipe, que reúne cerca de 80 mil pessoas na cidade, recebe apoio da Secretaria de Cultura, além de municípios apoiados pela Bahiatursa, entre eles Madre de Deus, Juazeiro, São Félix do Coribe, Vera Cruz, Paratinga, Porto Seguro, Ilhéus, Itabuna e Marau.