Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Esporte

​Passeio Ciclístico dos Bandeirantes será realizado dia 13

​Passeio Ciclístico dos Bandeirantes será realizado dia 13

A Federação de Bandeirantes do Brasil - Bahia (FBB-Bahia), em parceria com o Movimento Salvador Vai de Bike, promove a 12ª  edição do Passeio Ciclístico Solidário. O passeio será realizado no próximo dia 13, com concentração na praça do Imbuí, a partir das 7h. Esta nova edição do passeio pretende continuar estimulando o exercício da solidariedade, por meio de doações as instituições/entidades de caridade. Isso porque, além de pedalar, os participantes percorrem as ruas e avenidas dos bairros da região arrecadando donativos. Ao longo do trajeto haverá pontos de apoio para os ciclistas e coleta dos donativos e, ao final do passeio, os participantes poderão acompanhar as manifestações culturais, realização de oficinas de artesanatos e reciclagem, dentre outras atividades de lazer e interação social. O encerramento está previsto para 12h30 com a entrega dos donativos às instituições cadastradas, além de sorteio de brindes para os ciclistas.  Escolinha Bike para crianças – No mesmo dia a criançada poderá se divertir com a Escolinha Bike inflável do Itaú que vai aportar na praça do Imbuí.  Crianças de 2 a 6 anos podem participar. O objetivo é ensinar aos pequenos a andar de bike de forma segura, colocá-los em contato com a rotina do trânsito, suas regras e lidar de forma harmoniosa com a questão da mobilidade urbana.
No mar, Poliana ganha 1ª medalha do Brasil na natação feminina em Olimpíada

No mar, Poliana ganha 1ª medalha do Brasil na natação feminina em Olimpíada

A paulista Poliana Okimoto, de 33 anos, fez história na manhã de hoje (15) em Copacabana, no Rio de Janeiro, tornando-se a brasileira mais bem colocada de todos os tempos na natação brasileira em Jogos Olímpicos. Ela ganhou o bronze na maratona olímpica, prova em que as nadadoras percorrem 10 mil metros em mar aberto. Campeã mundial em 2009 e 2013, Poliana se manteve no pelotão de liderança por toda a prova, disputando até o sprint final uma posição no pódio contra a francesa Aurelie Muller e a italiana Rachele Bruni, que cruzaram a linha de chegada respectivamente na segunda e terceira colocações. Aurelie, no entanto, acabou desqualificada por ter atingido Rachele perto da linha de chegada, o que garantiu o bronze para a brasileira. Quem não deu chance para as adversárias em Copacabana foi a holandesa Sharon Van Rouwendaal, que - a partir da terceira volta do circuito retangular - assumiu uma estratégia arriscada de impor um ritmo mais forte, mas que deu certo. Ela liderou a prova com vantagem até o final, assegurando o ouro.
Nenhuma notícia encontrada para a categoria!