“Se liga jovem, droga mata”. Esse foi o refrão de umas das canções entoadas pelo Companhia de Teatro da Polícia Militar acompanhada do coro das 3.178 crianças e jovens formandos do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) do Governo do Estado, edição 2017. A plateia mostrou-se animada durante a solenidade de formatura, realizada na tarde desta terça-feira (28), na Concha Acústica do Teatro Castro Alves.



Alunos de 46 escolas estaduais, municipais e particulares de Salvador e Região Metropolitana (Camaçari, Candeias, Madre de Deus, Salinas das Margaridas, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Lauro de Freitas), da educação infantil ao final do ensino fundamental, mostraram que a mensagem de combate às drogas, violência e ao bullyng foi fixada na memória e ficou na ponta da língua.


Além da animação do Teatro da PM, a criançada também assistiu apresentações de Tio Paulinho e do músico Tatau, antigo vocalista da banda Araketu. A pequena Júlia Lídia Luís Cerqueira, aluna do Colégio da Polícia Militar (CPM/Lobato), apresentou uma música de sua autoria composta em homenagem ao Proerd.


Brincadeiras animadas também não podiam faltar e bicicletas, bonecas, bolas, dentre outros, brinquedos foram sorteados para os pequenos que se destacaram ao produzir uma redação e um desenho que expressassem tudo o que foi aprendido ao longo do ano.


“É uma honra e orgulho participar desta cerimônia e vê que instruímos tantos jovens e que eles já estão aptos a dizer não ao mundo das drogas e da criminalidade”, falou emocionado o secretário da Segurança em exercício, Ary Pereira de Oliveira. Participaram do evento ainda o governador Rui Costa, e autoridades das Polícias Civil e Militar.


Mais de 75 mil jovens já foram formados em 2017, na Bahia, pelo Proerd. Em 14 anos de existência, o programa já formou 500 mil crianças e adolescentes oferecendo um serviço de prevenção à criminalidade para todos os baianos.

 

Fonte: Ascom SSP / Marcia Santana